Casamento na Quinta da Cascata em Mafra

A passagem do Agosto para o Setembro faz lembrar ao fotógrafo de casamentos que a temporada entra na sua fase final. No entanto não quer dizer que as coisas amainam na sua labuta. Antes pelo contrário. Além dos casamentos que ainda precisam de ser fotografados tem, em mãos, ainda, as edições das fotos, a paginação dos albums, as reuniões de aprovação dos mesmos, as reuniões de entrega dos trabalhos já prontos, o envio para laboratório do que precisa de ser impresso, ida ao mesmo para aprovação das impressões de albums antes do acabamento, buscar esses trabalhos prontos para entrega, dar conta das encomendas de convidados que estiveram nesses casamentos com o respectivo envio para laboratório e postagem no correio e….ufa, é muita coisa que um fotógrafo de casamento faz. AH!… e, ainda e felizmente, as reuniões para os novos clientes.

No entanto não conheço que exista um fotógrafo que, em campo em dia de boda, não se entregue ao máximo no dia em que está de serviço em mais um casamento em princípio de fim de época. Pelo contrário. O seu gosto pela fotografia e o prazer de, depois da lufa lufa, entregar o resultado do seu trabalho aos noivos, que já não são, e vê-los de sorriso de orelha a orelha, satisfeitos com o que levam e lhes vai lembrar, no tempo, o seu grande dia, o dia do seu casamento.

Foi assim que me senti quando entreguei à Margarida e ao Filipe o album e o resto do trabalho lembrando a grande festa na Quinta da Cascata para os lados de Mafra.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)