Retrato e convidados de casamento

O RETRATO com O FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Se dissesse que passo o dia de casamento a fotografar para os noivos que me contrataram, estaria a mentir. É também verdade que não iria fotografar casamentos sem ser contratado. São duas verdades que não se anulam e antes pelo contrário, se completam.

No entanto, de todos as partes do dia existe uma que é, mesmo, só para mim embora também levem o seu resultado para casa. Em todas as cerimónias existe um tempinho que roubo para espreitar os convidados espalhados nas cadeiras de uma Igreja ou de uma quinta em momento de cerimónia. Nesse tempo roubado, o meu lado de amante do retrato vem ao de cimo e tento, em modo de alguma alquimia que algumas lentes mo permitem, isolar dos outros e do espaço onde estamos, mas com a sua ajuda enquanto cenário, alguns dos convidados que transformo em personagens que, de uma forma ou outra, mostram porque ali estão ou já com algum desejo de passarem à próxima fase.

Ser fotógrafo de casamento nunca me separa do meu lado de amante do retrato e sempre que me é possível, visto essa indumentária e viajo, rapidamente, ao longo do espaço para minha inteira satisfação. Mereço isso. Ficam algumas.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)