O estado do tempo, nos casamentos, e como o fotógrafo aproveita

VENTO, CHUVA OU SOL e FOTÓGRAFO DE CASAMENTOS

Se há coisa que nem o fotógrafo de casamentos possa controlar é a meteorologia. Quando saio de casa, apesar de ir ver sempre o estado do tempo, nunca sei o que vou encontrar, especialmente se os casamentos são cedo ou tarde no época deles, porque se querem solarengos e meigos. Daí, a minha saída de casa ser sempre de mente aberta ao que a natureza reserva, para todos nós, no dia de hoje.

Assim, pode chover, fazer vento, muito calor ou algum nevoeiro envergonhado e o fotógrafo de casamento mais não deve fazer do que ou tentar incorporar nas suas fotografias ou evitar que se note algum desconforto provocado pela meteorologia que, nesse dia, resolva ficar de trombas, talvez por ciúmes, e não facilitar a vida àquela pequena comunidade que se juntou para festejar.

Felizmente, ainda não encontrei situações tão radicais que impeçam o programado. A maioria das situações com que tenho deparado, enquanto fotógrafo de casamento, apenas têm servido para uma melhor moldura para as minhas fotografias e fazer delas mais únicas e menos normais. Isso é uma coisa que gosto, encontrar situações que de uma ou outra forma me tragam algo de novo ou diferente. Por isso, nunca me preocupa muito o chamado estado do tempo.

Saída do automóvel, pela noiva, para a cerimónia, debaixo de guarda chuva.
Noiva com a família, a correr para a igreja, debaixo de chuva.
Noiva sentada, com convidados, a ser retocada por causa da chuva.

Fotografias de um casamento no Convento de Mafra.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)