A importância de fotografar batizados

QUANDO JÁ NÃO FOR CRIANÇA pelo FOTÓGRAFO DE BATIZADOS

As fotografias são muito mais do que meras captações de um assunto. Elas devem conter em si todas as coisas que fazem parte da vida. Principalmente se forem fotografias de pessoas e, especialmente, pessoas em contexto como é o caso de um batizado. Da minha parte gosto de contar a história.

Cabe-me, enquanto fotógrafo de batizado, deixar sobre a forma de fotografia um conto que, um dia, será contado à criança, que agora vai a caminho da pia baptismal, não em palavras, como normalmente os contos são contados, mas em fotografias que, também elas, gostam muito de permanecer ao longo do tempo para serem contadas um dia.

Daí o meu empenhamento em que assim seja. Nunca fotografo um batizado só para trazer meia dúzia de fotografias de momentos cruciais ou outras formalmente encenadas. O meu trabalho concentra-se em contar como as pessoas, nesse evento, se entrelaçam, comunicam e trocam afectos. Claro que tudo à volta da personagem principal, a criança que irá, no tempo certo, ser batizada. Pessoalmente, penso-a sempre, à criança, um dia num tempo certo a olhar para as fotografias que fiz, com o gosto de quem olha para coisas importantes. Uma parte da sua vida. Isso dá grande satisfação ao fotógrafo de batizados.

Menina olhando para fora da foto com dois adultos sentados num sofá.
Família a confraternizar antes de sair para o batizado.
Bebé com os pais e a irmã prontos para ir para o batizado.
Bebé deitado na cama, com o pai a brincar com ele antes do batismo.
Grande plano de bebé, com chucha quando se vestia para o batismo.
Cara de bebé ao colo, a olhar para trás a sair para o batismo.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)