Carla e David

O PRIMEIRO MOMENTO DO FOTÓGRAFO DE CASAMENTO EM PORTUGAL

A noiva com o rosto sobre a perna do noivo, ambos sentados no Castelo do Alandroal em sessão fotográfica com o fotógrafo do seu casamento.

Quando partimos para fotógrafo de um casamento nunca sabemos o que vamos encontrar durante o dia e como irá decorrer. É por isso que considero o fotógrafo de casamento como os artistas de palco. Tanto um como os outros, antes de entrar em acção são vítimas de grandes crises nervosas, agonias, alguns desatinos e parece que nos esquecemos de tudo. Eles, os artistas, do texto ou das canções, ele, o das fotos, de algum instrumento do trabalho, das moradas, do GPS que nos quer enganar e não acerta na porta. Mas uma vez em que a primeira palavra ou nota musical são pronunciadas tudo passou e no fim são as palmas. No caso, o do fotógrafo, assim que se ouve, pela primeira vez no dia, o som do obturator da máquina fotográfica a coisa começa a escorregar como máquina bem oleada até ao fim dia, na hora de voltar a guardar as máquinas e as lentes. Foi assim com o casamento da Carla e do David na nas Pirâmides de S. Pedro, no Alandroal. Se me perguntarem se me lembro de tudo, não lembro. Mas trouxe as fotografias que o fazem por mim. É esse o meu gozo de fotógrafo de casamento.