Enquanto o fotógrafo espera para que se preparem para o casamento

SEMPRE À ESPREITA pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Nem sempre, no tempo de preparação de uma noiva, se está assoberbado e os chamados tempos mortos podem ser muitos. Mas fotógrafo de casamentos, com bichos carpinteiros, acaba sempre por ir encontrando outros elementos que, espalhados pelo espaço, se vão entretendo ou afinando as suas belezas.

Nunca até hoje, e já cheguei, principalmente à noiva, muito mais cedo do que seria preciso, me achei entediado porque a coisa não há meio de andar. Tenho é que ser fotojornalista, o que quer dizer cusco, e ao espreitar por tudo o que é canto acabo sempre por encontrar assunto para mais uma foto. Se todos os fotógrafos de casamentos são assim, não sei, mas pelo que vejo nos que mais admiro, não devem ser diferentes a não ser no estilo final já em fotografia.

São essas pequenas situações de encontrar, ao acaso, que fazem a tal diferença entre todos os casamentos. São, também, essas “migalhas” que fotógrafo de casamento aproveita, como pombo a debicar grãos em praça pública, que dão um tempero ao todo e dão ao casal uma noção muito mais completa do que foi o seu dia, com todos os que com eles estiveram.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)