Espelho, espelho meu…e os tímidos no casamento

FAZER APARECER QUEM NÃO QUER pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTOS

Quando estou a fotografar um casamento pretendo estar sempre atento ao que pode proporcionar uma história, que complete da melhor maneira o que se faz e quem está. Não é a primeira vez que encontro pais fugidios, mães envergonhadas com a presença das câmaras e que pedem ao fotógrafo de casamentos…a mim não.

Assim, tenho que encontrar pequenos subterfúgios para poder integrar todos os participantes sem forçar a sua não desejada presença. Os espelhos costumam ser os meu grandes amigos quando me vejo nessas situações. Tanto me ajudam a esconder quem não deseja aparecer, de forma óbvia, como o seu contrário, conseguir que lá do fundo a presença que precisa de ficar anotada.

Este lado dos fotógrafos de casamentos não intrusivos e respeitadores, mas com a obrigação de garantir presenças que presentes estavam, é um bom equilíbrio para que esteja sempre atento ao que ali me leva. Contar uma história com personagens obrigatórias mas que nem sempre se querem com papel designado. É um bom desafio para o fotógrafo de casamento. Os espelhos merecem o meu agradecimento.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)