Fotografia de casamento e contexto

A FOTOGRAFIA DO FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Aproveitar o contexto. Na fotografia da sessão com o casal, o fotógrafo de casamento tem, pelo menos no modo como o entendo, a única oportunidade do dia para ser autónomo nas decisões porque não está sujeito ao fluir da acção que todo o resto dia é imbuído. Aqui, ele pode decidir o que fazer, que lentes escolher, onde colocar os fotografados e, fundamentalmente, decidir que ambiente e textura quer dar às fotografias que irá fazer.

É verdade que cada fotógrafo desenvolveu aquilo que na gíria chamamos a sua fotografia, o seu estilo. Isto quer dizer que para o fazer ele desenvolveu uma série de técnicas no uso do equipamento fotográfico, foi apurando o olhar, ganhou noções de direcção do casal e, com isso, construiu a sua fotografia que tanto o orgulha.

Não fico de fora do parágrafo anterior. Penso que a minha fotografia é reconhecível como minha por quem já teve contacto com ela. Mas o que a faz viva são as diferenças que que cada casal imprime nelas, o local que escolhemos para a sessão ou a escolha da hora da luz para que a textura seja aquela. É o contexto. Uma fotografia perfeita é a que contem todos esses elementos para que tenha sentido quando vista por diferentes pessoas e em diferentes espaços de tempo. É obrigação do fotógrafo de casamento fazer por isso.

Noivos passeando de mão dada numa fotografia a preto e branco. Ele usa chapéu alto e bengala.
Fotografia de noiva sentada e noivo de pé com chapéu alto debaixo do braço com bengala.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)