Sofia e Nelson

UM CASAMENTO EM CASCAIS E SINTRA

Os noivos, no jardim da Quinta das Palmeiras em Sintra, olhando um para o outro quando da sessão com o fotógrafo de casamento em Lisboa.

Quando tenho um casamento para fotografar perto de casa parece-me que parto para coisa fácil e vir de lá de costas leves e sem o cansaço das viagens. No entanto parece-me que me engano sempre. Não são as viagens que me cansam. Noto que falo daquele cansaço bom. Aquele que depois do feito, feito, nos lança para os braços acolhedores de um sofá e nos faz sentir leves mas com a apetência de fechar os olhos por nos sentirmos felizes por termos passado um dia inteiro junto da felicidade de outros e tê-la trazido toda connosco, para lhes mostrar depois. E esse cansaço sabe tão bem que o fotógrafo de casamento está sempre desejoso de poder cansar-se de novo. Foi o que se passou no dia da Sofia e do Nelson numa Igreja de Cascais e na Quinta das Palmeiras em Sintra. Era aqui perto de casa e cheguei tão cansado, tão cansado que não me importava nada de repetir de novo no dia seguinte, só para trazer mais algumas partes que possam ter ficado de fora. É assim o fotógrafo de casamento. Vejam, se não acreditam.