Mais uma vez um casamento no Alentejo

COMO SE O FOTÓGRAFO DE CASAMENTO VOLTASSE DE NOVO A CASA

Como alentejano, não estaria a dizer a verdade se dissesse que não me sentia como peixe na água quando vou até lá, ao meu sul, fotografar um casamento. Apesar de expatriado na Parede vai para uma vida não consigo deixar de sentir aquela coisa especial quando ali a partir de Setúbal começa a ser, verdadeiramente, o Alentejo.

Desta vez Avis foi o destino. Depois de viagem, na tarde anterior, dependente de GPS que me enviou para caminhos estranhos quase a vir em vez de ir lá para horas tardias chegámos a Avis para descansar e levantar cedo para dia quente no coração alentejano. Uma das coisas que fotografar casamentos me oferece é, entre ires e vires, um deleite de paisagens desconhecidas, aumentando o meu conhecimento do país.

Foi assim no casamento da Inês e do Raul. Cada um em sua terra e festa alguns quilómetros lá para cima. Digamos que fiquei sabendo mais da terra dos restolhos, dos chaparros e sobreiros, mais ou menos lisa e com alentejanos que, ao contrário do que dizem as piadas, são danados para a brincadeira como se viu nesse dia. Eu gostei muito e agradeço-lhes a confiança para ser o seu fotógrafo de casamento.

0018 0088 0104 0133 0211 0283 0315 0350 0379 0441 0479 0488 0526 0535 0548 0561 0569 0585 0590 0630 0632 0707 0733 0736 0807 0823 0831 0868 0927 0935 0977 1004 1035 1044 1064 1074 1093 1097 1112 1116 1119 1226 1234 1236 1247 1260 1307 1388 1396 1504 1508 1530 1564 1609 1621 2035 2102 2149 2202 2237 2245 2361 2475 2500 2548 2574 2654 2664 2676 2689 2713 2725 2755 2779 2854 2876 2925 2948 3173 3175

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)