A praça do Castelo de S. Jorge onde será a cerimónia do casamento, pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Manhã de casamento, pelo fotógrafo em Lisboa à procura de noivos no castelo

UMA CERIMÓNIA DE CASAMENTO, CAPÍTULO 1, pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO EM LISBOA

A praça do Castelo de S. Jorge onde será a cerimónia do casamento, pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Todos os anos, na data do sossego, quando os casamentos ainda estão na imaginação do fotógrafo de casamento e dos noivos que os estão a preparar e os que já foram já passaram, aproveito para escolher as fotografias que irão semana a semana ilustrar os artigos deste Blog e, assim que estiverem todas no seu devido lugar e prontas a contar um bocadinho de uma história que só o é porque descrevem o que já passou. Cada vez que o faço encontro-me perante algo que já fiz há algum tempo na última temporada ou, por saltinho ao arquivo, dou de caras com algumas, fotografias, que se me põem a gritar aos ouvidos que ainda as não escolhi, não está certo, as outras não são melhores do nós e também fazemos parte da história que quiseste contar nesse dia.

Assim, este artigo é o primeiro da nova temporada mas que ainda levará tempo até que carregue no botão de “publicar” e pareça não ter importância nenhuma o que acabei de escrever. Mas tem para o fotógrafo de casamento. É nesta altura, depois de ter sossegado a mente e o corpo por tanto quilómetro andado, por tantas vezes subido e descido escadarias, umas vezes a correr outras degrau a degrau para não deixar fugir nenhumas fotografias que não param de lhe aparecer no visor das suas câmaras, por andar às arrecuas sabendo que elas vêm ter com ele ou de cócoras meio escondido por detrás de uma árvore ou de um vaso de flores, que no meu sossego e sem mais nenhuma intenção que não seja vê-las, às fotografias dos casamentos, e reconhecer se, de facto, contaram a história que eu queria contar e, tal como num livro, preencheram bem o todo, os capítulos, os parágrafos, as linhas e as palavras sem letras que elas, as fotografias, gostam muito de contar.

Escolhi, este ano, tal como uma série que se repete por um episódio por semana, gotejar ao longo do ano as fotografias de uma cerimónia de casamento, da Rita e do Dylan no Castelo de S.Jorge em Lisboa, que, para o fotógrafo de casamento, pareceram ilustrar esse objectivo de serem por cada uma delas ou em pequenos grupos contadoras de histórias que estão dentro de uma história maior que se chama vida, que é o que aconteceu nessa manhã lisboeta. Em primeiro lugar, o lugar. Ainda onde irá ser. Uma mesa e algumas cadeiras que poderiam ser para muitas outras coisas, provavelmente ignoradas por qualquer um dos passantes por ali nessa manhã, estão naquele lugar e serão protagonistas passivas de uma história que irá ficar na mente dos personagens que a irão viver e, depois, contar para que seja recontada talvez por quem ali não esteve, mas que estas fotografias, feitas pelo fotógrafo de casamento, ajudarão a preencher os espaços que, um dia, a lembrança já não lembre ou a perceber melhor o que foi contado por quem não fez parte dela, da história. Pelo menos é assim que o fotógrafo de casamentos imagina.

Vista no Castelo de S. Jorge em Lisboa, do lugar onde será a cerimónia do casamento, pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Usando uma velha oliveira como moldura, o fotógrafo de casamento em Lisboa mostra o local onde estão as cadeiras e a mesa para a cerimónia do casamento no Castelo de S. Jorge.

Emoldurada por duas oliveiras antigas, a Baixa de Lisboa e o Tejo vistos pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

A grande praça do Castelo de S. Jorge emoldurada por grande pinheiros onde será a cerimónia do casamento a ser contada pelo fotógrafo de casamento em Portugal.

Parte da muralha do Castelo de S. Jorge com uma zona da baixa de Lisboa e o rio Tejo ao longe, numa composição do fotógrafo de casamento em Lisboa.

Leave a Comment

  • (will not be published)