No casamento, os noivos saem da cerimónia sob o olhar do fotógrafo

SEQUÊNCIA IMPARÁVEL pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTOS EM ÉVORA

As movimentações de grupos de pessoas podem ser sempre grandes motivos para fotógrafos metediços. Não se trata, aqui, de manifestações públicas de grupos mas, simplesmente, a saída, em festa festejante, de noivos acabadinhos de casar. Mas não é muito diferente porque, apesar de ser sempre da mesma maneira, nunca é igual e as surpresas para o fotógrafo de casamento podem ser enormes conforme o espírito do grupo, a forma da saída no espaço e, até, a forma como acordou o estado do tempo que tem o poder de mudar tudo.

Não tendo nenhum controlo na movimentação, o fotógrafo de casamento tem que se integrar no processo, tem de saber escolher o melhor ponto de vista, movimentando-se rapidamente e seguir sem parar o fluxo rápido que acaba em beijos, abraços e desejo-vos uma vida feliz.

Devo dizer que é o momento, ou melhor, a sequência de momentos mais imprevisível com que me deparo no dia. Sei, apercebo-me, como começa mas no caminho e no fim podem ter alterações completamente diferentes de evento para evento, de casal para casal e de espaço para espaço. Mas como a imprevisibilidade é um dos motores de atracção ao fotógrafo de casamento, não tem, mesmo, problema nenhum. É acabar sempre com um sorriso de trabalho feito, e, a maioria das vezes, bem.

Saída de noivos, depois da cerimónia do casamento na Igreja de Santo António em Reguengos de Monsaraz no Alentejo.

Como poderá contactar-me para receber toda a informação que precise para planear o seu casamento para a fotografia.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)