O fotógrafo ao sol do Algarve, num casamento

DEBAIXO DO SOL DO SUL pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Como já disse, na altura destes artigos, os fotógrafos de casamentos estavam sem material novo para mostrar porque, simplesmente, o seu ganha pão parou por causa do Covid 19. Assim, quando procurava alguns casamentos mais antigos, para completar os meus artigos nos posts para este ano, encontrei-me, novamente, em Monchique, no Algarve, numa tarde soalheira e macia, como é hábito naquelas terras. O fotógrafo de casamento não podia fazer outra coisa senão aproveitar bem o que a Miriam e o Ronan lhe ofereceram.

O gosto que a gente do norte da Europa tem em vir até cá abaixo e aproveitar o morno do sol, que lhes falha na terra deles, só pode dar em felizes celebrações e alegres festejos. Além de fotógrafo de casamento sou indígena habituado ao sol que se tornou coisa usual e quando vejo toda aquela gente tão feliz, por nele se banhar, só posso ter muito assunto e levar uma grande quantidade de histórias para serem contadas, depois, lá para o norte naquelas tardes acompanhadas de chá e scones, sob a forma de fotografias.

Devo, contudo, dizer que eles escolheram um local que para qualquer fotógrafo de casamento seria, sempre, vinha pronta a vindimar. No meio da Serra de Monchique, quase junto à vila, uma mansão antiga aproveitada para estas coisas que juntam pessoas para que duas delas digam sim, a determinado momento de uma cerimónia, para pura emoção de muitos. São alguns desses momentos que não dão descanso aos meus olhos para, ao mesmo tempo, descobrirem os olhares que partem de todos, apontarem às minhas lentes o sítio certo para irem fazer o que gostam ou darem com o noivo e a noiva com aquelas expressões a que nenhuma máquina fotográfica resiste. Daí, novamente, algumas fotografias deste casamento voltaram neste artigo. Com grande prazer.

Noivos sentados na cerimónia do casamento ao lado de uma estátua.
Muitas vezes, elementos do local onde se passa o evento, e a parte mais importante dele, acabam por ser grandes amigos do fotógrafo de casamento testemunhando a importância do momento.
Noivos e convidados sentados durante a cerimónia do casamento.
Apesar do grande desejo de sol que as pessoas do norte têm, o mais importante é a partilha daqueles momentos importantes, como o de uma cerimónia de casamento.
Madrinha de um dos noivos a ler o seu discurso ao casal.
Dizer a todos o que vai no coração de quem os ama, aos noivos, é assunto impossível de deixar de fora por quem tem por missão contar a história do dia do casamento em fotografias.
Noiva sorridente durante a cerimónia do seu casamento.
Há sempre uma abertura que emoldura uma noiva sorridente, e expectante, naquele momento de emoções. Não se pode perder.
Noivo visto de lado enquanto dura a cerimónia de casamento.
Para que não se diga que o fotógrafo no casamento vê, lê, cada um dos noivos de forma diferente, também para o noivo se encontrou um túnel que foi dar à luz no tal momento importante.
Noiva segura a aliança na ponta dos dedos.
Gestos são perseguidos por olhos dados a encontrar sempre qualquer coisa que seja diferente num dado momento. Aliança ansiosa por selar jura para a vida, entre dedos, no momento antes de se tornar o personagem mais importante do do dia.
Casal de noivos no momento do sim sob o testemunho de estátuas antigas.
Nada melhor do que testemunhas intemporais para garantir que foi verdade, que eles, Ronan e Miriam, disseram sim naquela tarde sob o sol do Algarve num dia de Setembro.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)