O fotógrafo, as solteiras e o ramo da noiva no final do dia do casamento

FOTÓGRAFOS DE CASAMENTO e QUEM MAIS SALTA

Os fotógrafos de casamentos têm a mania de dividir o dia do casamento em partes. Provavelmente porque os ajuda, melhor, a organizar o trabalho. Da minha parte, tenho, noutros artigos, uma vez ou outra escrito sobre os vários momentos rituais que um dia de casamento é imbuído. Existem, de facto, algumas acções que são de tal modo cerimoniais, sendo a do sim com alianças a principal, que vão gerando capítulos de mudança nos passos seguintes na acção do dia.

Sendo, normalmente, o último desses momentos, o atirar do ramo da noiva que irá ditar, sem dúvida alguma, qual a próxima noiva no grupo das solteiras presentes. Solteira, que venha ser alvo das lentes do fotógrafo de casamento por ter recebido, ou melhor, ter a rapidez e eficácia necessária para se antecipar a todas e vir ser, também, noiva um dia destes. Não se sabe é quando.

Sendo já em fim de festa e com toda a gente já um pouco esgotada pelo longo dia, pela dança que também cansa e já com alguma antecipação de vamos andando que a viagem ainda é longa, na volta a casa, o fotógrafo de casamento ainda tem a oportunidade de fotografar um momento de grande energia antes de, também ele, arrumar as suas amigas, câmaras e lentes, a rumar a um merecido descanso. Mas enquanto as solteiras não saltam, ele não sai.

Veja mais casamentos para poder ficar com uma ideia mais completa do Fotógrafo de Casamento em Lisboa.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)