O noivo com o seu pai sorriem assim que se aproximam do local da cerimónia do casamento no Castelo de S. Jorge, pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

O fotógrafo de casamento em Lisboa e a chegada do noivo para cerimónia

UMA CERIMÓNIA DE CASAMENTO, CAPÍTULO 3, pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO EM LISBOA

O noivo com o seu pai sorriem assim que se aproximam do local da cerimónia do casamento no Castelo de S. Jorge, pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Depois daquela espera, ou melhor, depois de o fotógrafo de casamento ter ficado com alguma dúvida sobre o local da cerimónia de casamento que vinha fotografar e respirado de alívio que chegam os primeiros membros da família para decorar o espaço dentro de muralhas do Castelo de S. Jorge em Lisboa, eis que o noivo, Dylan.

Aparece com o seu pai lá ao fundo, junto da entrada, de sorriso a encher cara e olhos e a iluminar toda a manhã do castelo, como se conhecesse o fotógrafo de casamento durante toda a sua vida ou, então, apenas porque chegou ao sítio onde irá dizer sim à Rita daqui a pouco, no nosso caso alguns artigos lá para a frente, o que me parece ser a razão mais certa.

Devo dizer que, vaidoso, ao lado do pai, faz um percurso igual ao que via nos manequins, quando uma vez ou outra ia fotografar um desfile de moda, a que não pude deixar de tudo fazer para mostrar essa analogia.

Já com o sítio do sim bem marcado, onde até um urso de peluche azul não pode faltar, o noivo chega junto dos que dele, deles, gostam e o recebem em festa. E foi tudo como o fotógrafo de casamento gosta de fazer. Sem por aqui é melhor, esperam ali pelo noivo que a luz é boa para mim ou sorriam que hoje é dia de felicidade.

Nada disso, nem foi preciso. Apenas precisei de adivinhar o próximo passo, quem o recebe primeiro, vou aproveitar os que estão de costas porque faz uma moldura bonita, estar atento aos gestos ou, mesmo, a outro, ou outra, fotógrafo no casamento que não o fotógrafo de casamento.

Uma coisa a que cheguei à conclusão há muito tempo é que não são precisas muitas pessoas para fazer um acontecimento, como o casamento, nem faltarão ao fotógrafo de casamento assuntos em quantidade para que as fotografias lhe aconteçam incessantemente.

Foi o caso. Desde que as pessoas estejam ligados pelos laços que ligam as pessoas, não faltarão variantes na forma como se entremeiam possibilitando sempre uma entrega variada e infinita de fotografias. Basta ao fotógrafo de casamento encontrar os pontos de vistas, porque sem eles as fotografias não se conseguem apanhar, porque têm sempre um sítio certo para isso.

Da minha parte, apesar de ter sempre a minha dúvida, tal como o artista antes de entrar no palco, antes do princípio do que vai começar, ainda me espanto, ao fim destes anos de apanhador de fotografias, com a rapidez com que elas volteiam à minha roda obrigando-me a deixar ir muitas porque não as consigo apanhar a todas. Por isso, venho sempre de saco cheio e de boa apanha.

Tem sido assim.

O noivo chega ao Castelo de S. Jorge para a cerimónia do seu casamento, junto com o pai, vistos pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Como se fosse numa passadeira de um desfile de moda, o noivo e o pai aproximam-se do local da cerimónia do casamento, seguidos pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

O noivo e o pai vistos de costas e desfocados quando se aproximam dos familiares que os esperavam para a cerimónia do casamento no Castelo de S.Jorge em Lisboa.

O noivo no meio da mãe e da irmã, assim que chegou ao Castelo de S. Jorge em Lisboa para a cerimónia, vistos pelo fotógrafo de casamento.

O noivo abraça a mãe da noiva ao chegar para a cerimónia de casamento, captados pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

O noivo, no Castelo de S. Jorge em Lisboa, conversa com a mãe da noiva que o ouve rindo de satisfação, conforme os viu o fotógrafo de casamento em Lisboa.

Por detrás da mãe do noivo e da irmã desfocadas, o pai do noiva em conversa abraçando um familiar enquanto esperam pela noiva, para a cerimónia, pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Junto da irmã e da mãe, de costas e desfocada, o noivo pega nos óculos escuros enquanto esperam pela noiva e dar início à cerimónia no Castelo de S. Jorge em Lisboa.,

O noivo, com a mão sobre as costas de uma cadeira, a ser fotografado pela mãe da noiva, quando esperam que a noiva chegue para a cerimónia, captados pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Rindo de alegria, o noivo com o seu ursinho de peluche de infância ao colo e que irá assistir à cerimónia do seu casamento, conforme os viu o fotógrafo de casamento em Lisboa.

Leave a Comment

  • (will not be published)