Os irmãos do noivo abraçados num brincadeira na festa do casamento na Quinta do Vale em St. Antão do Tojal, captados pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

O fotógrafo de casamento em Lisboa na festa cheia de fotografias

AS FESTA DA FESTA pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Os irmãos do noivo abraçados num brincadeira na festa do casamento na Quinta do Vale em St. Antão do Tojal, captados pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Festa. Parte ou capítulo de um dia de casamento conforme o fotógrafo, de casamentos, os divide para facilitar a organização do seu trabalho depois do dia de aventuras por entre noivos e noivas e todos os que eles entenderam necessários para passar esse dia com eles.

Mas, como muitas das suas fotografias o comprovam, de facto, a festa não é bem um capítulo do livro que ele fará com fotografias para que os noivos guardem e mostrem como foi, mas uma constante que daria sempre o título ao livro. Mas como nós, os humanos, somos dados a organizar tudo para não nos perdermos nos conceitos, nos conteúdos e nas formas, tomemos para o que interessa aqui que a festa do casamento é a…festa.

A festa que começa depois daquela parte formal, que liga e transforma noivos em casais de papel passado, onde entram pais e saem compadres, onde amigos que acompanham saem padrinhos e onde cada um dos membro do novo casal sai uma gramas mais pesados.

As alianças, claro. Vamos dar esta parte como a parte menos festeira do dia, mais celebrativa mas que prepara todos para a parte de mesmo festança e, também, mais emotiva do que a parte que assumidamente é de festa. Assim, para que fique claro, a festa do casamento começa quando se começa…a festejar e como cada grupo encontra as suas razões onde as encontra, será aí e o fotógrafo de casamento só terá que estar preparado para a trazer consigo e demonstrar que foi verdade, foi ali que começou.

Há por aí uma canção, ou um dizer, que festa é quando um homem, ou mulher, quiser e encontre razão para festejar, claro. Por essa razão o fotógrafo de casamento nunca se poderá dar por aborrecido, que chatice, ninguém se ri, canta dança, abraça e até agora ainda não percebei porque razão estou aqui, porque se deram ao trabalho de me contratarem se não fazem nada por isso.

Pois, felizmente não é assim e a festa, claro, está sempre presente mesmo quando é a altura da festa do dia do casamento. Chegados lá, conforme a imaginação e a entrega do grupo escolhido pelos noivos desse dia, nunca é a mesma coisa, felizmente, o fotógrafo de casamento só tem que se virar, contorcer, saltar ou agachar para apanhar as festas da festa que até que a festa chegue ao fim o envolvam sem descaso.

Bem até que a acabe a festa…de hoje.

Convidados do casamento numa coreografia de braços no ar, na pista de dança da festa do casamento, vistos pelos fotógrafo de casamento em Lisboa.

Um convidado de casamento ,de chapéu, dança de mão dadas com outros, rindo muito, num momento captado pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

O momento em que a noiva atira o ramo, em pleno ar, para as solteiras por detrás dela, captado pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

O noivo dança numa coreografia de rock and rol com a sua mãe, vistos pelo fotógrafo de casamento em Lisboa.

Na festa do casamento, os noivos dançam aplaudidos pelos seus convidados na Quinta do Vale em Santo Antão do Tojal.

Leave a Comment

  • (will not be published)