O fotógrafo depois do sim, com arroz e flores no casamento

AGORA, JÁ ESTÁ pelo FOTOGRAFO DE CASAMENTO

Há um momento de viragem, que o fotógrafo de casamentos sente no estado de alma do casal sentado em frente de um altar de uma Igreja, com padre como a única pessoa no espaço visual deles. Lá atrás, temos sempre muitas outras pessoas a seguir, sem perder pitada. Mas, percebo isso muitas vezes, parece que o casal se sente sozinho, como que abandonado por todos e entregue a vigário mais ou menos inspirado.

O fotógrafo de casamento sente, e as suas fotografias confirmam isso, que assim que o sim foi dito e nos dedos de cada um se sente um pouco mais de peso, seguido por, finalmente, um olhar para trás verificando que não estão sós, um respirar profundo de alívio acontece e com sorrisos sinceros em trocas de olhar e já está. Já foi, estamos casados.

A seguir é serem jubilados por todos, no tradicional arroz ao alto e pétalas de flores esvoaçantes, dentro daquele corredor que recebe com amor e festa seguidos de muitos, muitos beijos e abraços que o fotógrafo de casamentos segue sem descurar um único. Foi apenas a parte final de uma etapa do dia que mudou a ligação entre duas pessoas que o escolheram pelo casamento. E foi verdade porque eu estive lá, vi e fotografei.

Mãos do noivo com aliança e lapela no casaco.
Os noivos ao sair da igreja debaixo de arroz.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)