O fotógrafo e a paciência da espera na preparação para o casamento

SÓ MAIS UM BOCADINHO pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTOS

Quando sinto que tenho algum tempo para me poder dar ao luxo de pairar sobre o assunto, observar sem a necessidade da pressa, gosto muito de me colocar no ponto de vista que acho apropriado e esperar. Esperar até que o rosto ganhe o ângulo que me faz sentir que é ali e, como o fotógrafo de casamentos não se contenta com pouco, pela expressão que acho remeter para o momento em questão.

Normalmente, vale a pena a paciência daquele direccionar que fotógrafos de casamentos, sem palavras nem gestos mas muito presente na sua cabeça, de só mais um bocadinho para a direita olha em frente assim não inclina a cabeça um pouco para trás e….está quase…quase…obrigado. Digamos que a calma é só aparente porque não paro, mentalmente, de lhes dizer como os quero. O que é certo é que parece que me ouvem e oferecem-me as fotografias que ensejo.

Não parece mas é verdade, sendo um fotógrafo de casamento que procura o discorrer das coisas sem intervenção, há momentos em que só me apetece ser telepata para corrigir aquele pequeno gesto que afasta da perfeição. Mas isso, talvez, seja já imaginação a mais, mas que me guia no sentido do melhor que puder retirar, já que ali estou. Penso ser esse o dever de qualquer fotógrafo de casamentos.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)