O fotógrafo e as suas ferramentas, para fotografar o casamento

O PONTO DE VISTA pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Uma das primeiras coisas que alguém, que se queira aspirar a fotógrafo, deve aprender é a noção do ponto de vista. É, para mim, a principal ferramenta para se poder chegar a um resultado final que determina o que poderá ser uma boa fotografia ou apenas uma fotografia. Então, na fotografia de casamento, é factor decisivo.

Quando, naquela azáfama que rodeia a preparação de uma noiva, seja, ainda, no cabeleireiro e maquilhagem ou já em casa no vestir do vestido a finalizar os detalhes que a transformarão, de facto, em noiva, a escolha, pelo fotógrafo de casamento, do local onde terá que se colocar para captar a acção à sua frente, com todas as implicações que isso tem, é a primeira e principal decisão.

É a partir desse local que ele vai determinar que parte da acção vai fotografar. De seguida decide qual o ângulo relativo à acção que irá servir para a toma. Do alto, de baixo ou, só, de frente. Isso irá determinar a energia com que essa fotografia será vista. A seguir terá que verificar o enquadramento, que parte do espaço vai usar, seguido pela composição. Que elementos da acção vai acolher e quais acha que são desnecessários àquela cena e, finalmente, o momento. Talvez, a escolha mais importante desta sequência necessária a qualquer toma de uma fotografia. É mesmo assim. Para cada fotografia previamente escolhida todo este processo faz parte da decisão. Agora multipliquem pelas que serão feitas durante todo dia, pelo fotógrafo no casamento.

Noiva a ser penteada e vista dentro de um espelho redondo.
A mãe da noiva a ser penteada.
Noiva em grande plano a sorrir, enquanto é penteada.
A noiva a ser penteada e a ler uma mensagem no telemóvel.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)