O fotógrafo já depois do fim da festa do casamento

ESTAS SÃO PARA O CAMINHO pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO NO ESTORIL

Há uma coisa que gosto, naqueles a que chamo os casamentos pequenos, se bem que fotograficamente os casamentos não têm tamanho, apenas uns conseguem produzir mais assunto que outros. Falo dos que acabam cedo, porque mais familiares, porque em espaços mais íntimos e o tempo que os convidados ficam é mais curto. Gosto de ficar mesmo até ao fim porque posso aproveitar, ainda, para juntar mais umas fotos ao acervo.

Cortou-se o bolo, fez-se um brinde e em pouco tempo a sala ficou vazia. O fotógrafo de casamento podia, também, pegar no seu saco onde guarda o seu equipamento e ir para descanso. Mas perder oportunidade de mais umas fotos, em espaço que lhe agradava, não era hipótese. Assim, desafia o António e a Filipa para, no meio do desarranjo que ficou depois de festa acabada, fazermos uma despedida à altura do que já tinha sido feito até então.

Sala vazia, silenciosa, quase sem ser preciso indicações porque eu queria que se sentisse aquele fim, aquele enfim quase sós de rostos satisfeitos mas já com algum pedir de descanso. Ficámos ali mais algum tempo, nem sei quanto, com o track, track das minhas máquinas a marcar um ritmo calmo mas preciso. Fotografar um casamento, para fotógrafo que se encanta com isto, nunca tem fim previsto. Ás vezes acaba já depois de ter acabado.

Fim do dia de casamento ainda a aproveitar mais algumas fotos no Hotel Palácio Estoril no Estoril.

Saiba mais coisas sobre o fotógrafo de casamentos. Porque fotografa casamentos ou  qual é seu método de trabalho.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)