Solteira que apanhou o bouquet da noiva, abraça-a eufórica, na festa do casamento na Casa de Reguengos.

O fotógrafo, o bolo e o ramo para solteiras, no casamento

SÍMBOLOS pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTOS

Solteira que apanhou o bouquet da noiva, abraça-a eufórica, na festa do casamento na Casa de Reguengos.

Qualquer fotógrafo de casamento sabe que, talvez, o corte do bolo seja o segundo símbolo mais importante no dia do casamento, a seguir à cerimónia, claro. São os dois momentos onde todos os presentes se juntam. No primeiro, para fazer parte e garantir testemunho de que o sim foi dito, perante oficiante e escrito em papel passado, como dizem no Brasil. No segundo, para, cada um, receber uma porção de amor, gratidão e partilha em conjunto e, como se cada fatia do bolo fosse algo consagrado, ter a certeza que valeu a pena terem ido, ficado, partilhado e festejado, tudo, perante o olhar atento do fotógrafo de casamento.

Apesar de, nem sempre, as condições de luz serem as ideias para que um fotógrafo, de casamento ou não, possa enviar para dentro das suas máquinas fotográficas aquela luz que faz do bolo, de quem o corta, de quem o oferece e distribui, sempre com grande emoção, as fotografias tão esperadas algum tempo depois. Assim, depois de uma rápida verificação, o fotógrafo de casamento posiciona-se no lugar que melhor o serve para os ângulos ideias para a toma, daquele momento. Terá, também, que estar sempre atento não vá colega, sem responsabilidade para entrega, mais excitado bloquear-lhe a vista e, assim, momento imperdível fique para sempre no éter e não tenha atravessado a lente que escolhi para isto.

Não posso esquecer, também, aquele momento adivinhatório, onde o destino será decidido pelo ramo de flores, que acompanhou a noiva todo o dia do casamento, e que, agora, depois de voo pelo espaço da festa, já quase no fim, irá decidir qual a próxima noiva entre as solteiras presentes no casamento. Não faço ideia onde, no tempo que já passou, este hábito se tornou obrigatório. O que sei é que parece que todas as solteiras presentes correm esperançosas e aquela, por sorte ou poder atlético, que o agarra, sofregamente, exulta de alegria e festeja exuberantemente, para grande prazer do fotógrafo de casamento.

O bolo do casamento antes do corte.
Noivo e noiva cortam o bolo na Casa de Reguengos.
O noivo e a noiva festejam, depois do corte do bolo na Casa de Reguengos.
O bouquet da noiva no ar, com ela a olhar e as solteiras a tentar apanhá-lo.

Leave a Comment

  • (will not be published)