O fotógrafo, o noivo e a noiva na sessão do dia do casamento

VAMOS DAR UMA VOLTINHA? pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTOS

A quantidade de artigos que já escrevi neste blog sobre a sessão fotográfica, com o casal, a dada hora que este fotógrafo de casamento julga ser a ideal para tal. Apesar de as palavras escritas raramente ficarem presas na ponta dos meus dedos ou terem dificuldade de sair das teclas do teclado do meu computador, não me repetir pode começar a tornar-se difícil.

Mas, assumir uma coisa dessas poderia estar a dar a parecer que, também, o acto de partir com o casal numa voltinha, que se deseja de bom agrado, e ir recolhendo fotografias, da mesma forma que se vão colhendo os frutos mais maduros no pomar lá do quintal, comece a ser para este fotógrafo de casamento, também, uma repetição de pouco prazer e má colheita.

Ora, nunca é o caso. Até hoje, nunca senti tal coisa. Posso mesmo afirmar que a antecipação desses momentos a passar com o noivo e a noiva, longe dos seus convidados, e sentir a luz da hora boa começar a escorregar porque há sempre alguma coisa, ou alguém, que os atrasa, o meu lado de fotógrafo de casamento impaciente, porque não gosto de perder aquela luz boa para tal, só acalma quando, depois da tal voltinha, todos voltamos ao calor da festa do casamento e à companhia dos outros todos. Aí, não se pense que há descanso. Há tanta coisa para fotografar…

Noiva sentada junto a uma videira na sessão de fotografias do casamento, com o noivo, desfocado, atrás.
Noiva num baloiço com o noivo por detrás a segurar, para o fotógrafo de casamento.
Noivos abraçados entre plantas do jardim da Quinta de casamentos.
Noiva encostada ao noivo na berma da estrada, no fim da tarde da festa do casamento.
Noivos encostados a parede antiga, com porta verde e grande, na Quinta do casamento.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)