Os convidados como fotografia, num dia de casamento no Algarve

ANDAM SEMPRE POR ALI pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO EM PORTUGAL

Nem sempre os fotógrafos de casamento designam os noivos como o seu principal objecto fotográfico. Quer dizer, é por eles que lá estão, foram eles que os contrataram mas também foram eles que convidaram todas aquelas pessoas que estão sempre a fazer coisas que chamam a atenção de câmara com lente, sempre pronta a olhar de esguelha, para detetar assunto que as faz centrar composição e apanhar mais uma.

Sem desprimor para os casais que, benevolamente, me levam com eles no dia do seu casamento, se dependesse só deles para fotografar o dia teria muitos intervalos e, ás tantas, talvez os olhos pendessem mais para o sono, em vez de estarem sempre a cuscar para ter máquinas à sua frente, que é o que os faz felizes. Os olhos de fotógrafo de casamento são incansáveis na curiosidade e no desafiar de máquinas fotográficas e lentes mas, se sentirem que não têm nada para fazer, têm uma tendência natural para o tédio e para o sono.

Como se entende, no dia de um casamento, a segunda hipótese nunca se põe, pelo menos nos meus, e a única coisa que os faz fechar, já a precisar de sossego, é quando chegamos a casa e, sabedores de missão cumprida, vamos para um descanso merecido. Antes disso, não há convidado que esteja livre da sua atenção e assim que se põe a jeito…já foi foto. É com estas fotografias que se completa a história de um dia de um casal que disse sim nesse dia. Porque o fotógrafo de casamento esteve lá.

Um convidado de um casamento a fotografar com o seu telemóvel.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)