Os fotógrafos sem descanso, nos casamentos

FOTÓGRAFOS DE CASAMENTOS e o IRREPETÍVEL

Quando comecei a fotografar casamentos, e ter decidido que o iria fazer como novo caminho na minha profissão de fotógrafo, deparei-me com uma pergunta, porque me conheço. Será que vou ter paciência para andar sempre a fazer o mesmo ao fim de algum tempo? Isto dos casamentos é sempre a mesma coisa, as pessoas fazem sempre o mesmo e tenho receio que passado um tempo já esteja farto disto. Não será melhor pensar em outra coisa?

Não podia estar mais enganado e, rápidamente, me apercebi que nada disso acontecia. É verdade que não há muitas diferenças entre as várias partes que compõem o dia de um casamento. Mas, para um fotógrafo de casamento, é sempre tudo diferente. Para ele, são os detalhes que contam. Se fotografarmos de longe e compararmos os casamentos, rapidamente chegamos à conclusão que quem não queira aborrecer-se, não será a pessoa para os ir fotografar.

Mas, assim que nos aproximamos, deparamos com toda a diversidade de que é capaz o ser humano. A miríade de gestos de que é capaz, a quantidade de recombinações que encontramos em cada grupo de pessoas, que se vão encontrando nos diversos espaços, e a imensidão de carinhos em forma de olhares, beijos, abraços que nunca vão deixar fotógrafo de casamento, que se preze, em sossego. Por mim, ainda não me cansei.

Noiva reagindo com surpresa.
Cara da noiva enquanto é maquilhada.
Mãe da noiva a ser convidada a fechar o vestido da noiva.
Menina bebé, filha dos noivos, sorridente a ser-lhe apertado o vestido.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)