Quando todos participam para a festa do casamento casamento, inclusivé o fotógrafo

FOMOS NÓS QUE FIZEMOS pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Quando a família faz, fica mais íntimo. Dei por isso no casamento da Jade e do Neil há algum tempo na Nazaré quando cheguei ao local da festa e reparei que era na praceta, onde fica a casa dos pais da noiva. Mesmo em frente da porta, o que facilitava toda a logística necessária para fornecer as necessidades do evento. Notei uma maior naturalidade por parte dos convidados, parecia que todos se sentiam em casa o que deu ao fotógrafo de casamento uma possibilidade interessante na caça às fotos que por ali andavam à espera dele.

Escolhi estas, poucas, fotografias apenas para mostrar que é possível, apesar de simples, criar um espaço para comemoração onde todos se sintam bem e exista uma ligação mais íntima entre os presentes. Até o fotógrafo de casamento ajudou aqui a ali a carregar uma mesa, umas cadeiras ou alguns pratos para compor as necessidades.

Não acontece muito, mas sempre senti que em casos destes há um mais à vontade que pode elevar o sentido de partilha e de dádiva que existe em qualquer casamento. Neles, existe uma atracção mútua entre noivos e convidados de modo a que uns querem que venham e os outros a quererem vir. É isso que faz uma festa de casamento diferente de qualquer outra. É uma festa de laços, de afectos com ligações intensas partilhadas na sua totalidade. Por isso, é uma dádiva o fotógrafo de casamentos poder assistir e recolher esses afectos.

Algumas fotografias de uma festa de casamento na Nazaré.

Também pode encontrar alguns parceiros para os serviços que precise para o seu casamento.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)