Um casamento em Lisboa

A NOIVA, O NOIVO E LISBOA

Lisboa, a cidade dos amantes. Lisboa a mãe do fado e das vidas que ele canta. Foi aqui que um casal de Polacos resolveu, numa fugida do outro lado da Europa, oficializar os laços que a vida resolveu ligar entre ambos.

Quando falaram comigo a ideia seria apenas fotografar a cerimónia e umas fotografias para recordar. Era só o que faltava. Então vêm do outro lado da terra e não os levo pela Lisboa bonita, soalheira do fim das tardes, para que fique bem marcada a sua bonita visita e para tão importante tarefa: casar.

Foi assim que nos voltámos a encontrar ao fim da tarde na quase praienta Praça do Comércio, lambida pelo Tejo no lendário Cais das Colunas como se este fosse boca de amante em constante necessidade de prova de amor e ele, o Tejo, apenas imite noivos e noivas na fresquidão dos seus desejos e emoções.

De facto nada melhor do que a velha beira rio para criar em fotografia uma memória da ligação que os leve, sempre que contem a alguém a sua aventura, a provar que é verdade e não fruto de espírito contador de histórias sem prova provada. Isso eu quiz garantir e dali partimos, em passeio, até perto do local onde resolveram festejar, à mesa, a sua ligação para a vida.

Que as minhas fotografias sejam testemunhas disso e atentem que ali estiveram e gostaram.

NOTA: Serve este artigo para atestar, também, que tudo aponta para que o ou a bébé entretanto a caminho parece por sementeira, e cúmplice, a cidade de Lisboa. Muitas felicidades.

0004
0007
0010
0013
0031
0048
0068
0070
0073
0082
0094
0098
0130
0136
0195
0239
0278
0282
0307
0322
0355
0393
0403
0423
0436
0443
0451
0480
0509
0529
0543
0581
0595
0597
0613
0626
0641
0646
0662
0672
0695
0713
0755
0768
0776
0780
0795
0825
0840
0847
0865
0908
0982
1000
1016
1020

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)