Vamos para outro lado, já estamos casados

ENFIM, JUNTOS pelo FOTÓGRAFO DE CASAMENTO

Já foi, já nos felicitaram e agora vamos embora. Vamos para a festa levados como se príncipe e princesa fossemos e o merecemos. Já escrevi sobre os momentos de ligação, aqueles que, como elos de uma corrente, nos vão levar dentro do dilúvio de emoções e caminhos para outra parte da cena. Como peça de teatro que muda de cena mas sem, nunca, fechar o pano.

Devo dizer que como fotógrafo de casamento não perco oportunidade nenhuma de fotografar os noivos quando entram nos seus automóveis que os levarão até ao outro lado. É rápido, os movimentos são à velocidade da luz e variam, à mesma proporção, entre o riso e algum desconforto. Claro que desconforto, principalmente da noiva, porque seguir viagem com o seu vestido e, agora, com menos espaço, não é a coisa mais fácil do mundo.

São exactamente essas passagens entre alguma euforia, desconforto e felicidade que podem dar ao fotógrafo de casamento esses motivos que o fariam nunca desperdiçar, mesmo que não fosse essa a função para que foi escolhido. Basta estar ali, a apelação é mais forte do que ele.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)