O FOTÓGRAFO DE CASAMENTO COMO CRONISTA DO DIA DO SEU CASAMENTO

 

Para capturar, em imagens fixas, o constante movimento de um dia tão importante, para o Fotógrafo de Casamento são necessárias três coisas em simultâneo: estar no local certo, não falhar o momento e, o mais difícil, fazê-lo esteticamente belo.

A Fotografia de Casamento como qualquer outra precisa de uma harmonia de volumes e luz, contendo o objecto que importa captar, e produzir a fotografia ideal.

Para isso, as minhas ferramentas têm sido um treino baseado em experiência na fotografia por vários anos, muito trabalho, uma atracção constante pela composição e, finalmente, um gosto aprendido e corrigido, também, através do estudo actualizado dos melhores em Fotos para Casamento.

Acredito na invisíbilidade do fotógrafo que, assim, tem a liberdade de ir encontrando, ao longo do dia, aqueles "pedaços de acontecimento" que são, em última análise, as fotos.

Faço, também, no e do meu trabalho uma pesquisa constante tentando sempre encontrar soluções de imagem que me provoquem evolução e, modestamente, entreguem ao meu próximo cliente o mais único resultado fotográfico que para ele, entretanto, produzi. Este é o conceito de Fotojornalismo de Casamento que pratico em Portugal.

Como membro do ISPWP, associação internacional de fotógrafos de casamento que só aceita os melhores da profissão, posso dar-vos a confiança de um trabalho bem feito mas é, também, uma obrigação minha não defraudar o juízo dos meus pares.

Trabalho em equipa com a Lurdes, a minha mulher e companheira nesta equipa a dois. As suas sugestões e a sua particular atenção pelo detalhe, melhoram o resultado final de um dia de trabalho.

Independentemente dos formatos, albuns ou fotografias cuidadosamente acabadas ou outros meios em que se materialize, o acabamento terá, também, de ser único, de modo a honrar a confiança que os nossos clientes em nós depositaram para fotografar o seu casamento.

Por tudo isto vos convido para uma reunião onde poderão, decerto, confirmar a qualidade do nosso trabalho e tomar nota das várias possibilidades de finalização, preços, etc.

 

Receber-vos-emos de coração cheio. 

Fernando Colaço